Ciro Barcelos, Bruno Gissoni, Filipe Ribeiro e grande elenco em espetáculo musical "Dzi Croquettes" em Goiânia
    A apresentação poderá ser conferida nos dias 25 e 26 de março, no Teatro Sesi, em Goiânia


     


    Inspirados no documentário Dzi Croquettes, jovens atores se reúnem decididos a viver uma experiência teatral baseada na filosofia do grupo homônimo, que revolucionou o teatro brasileiro na década de setenta. Sinônimo de vanguarda, os "Dzi"' combinavam teatro, música, dança, irreverência e escracho e deixavam sua marca por onde passavam. Em uma "era androgênica", o grupo serviu de inspiração a grandes talentos como Ney Matogrosso, Maria Zilda, Claudia Raia, Miguel Falabella e Marília Pera. A sua influência está presente em nossa cultura até hoje, seja nos artistas que trabalharam com eles, como Miguel Fallabela e Jorge Fernando, ou no vocabulário - é deles, por exemplo, a origem da palavra "tiete".

    Exilados do País, em meados de 1970, pela Ditadura Militar, os Dzi Croquettes se consagraram internacionalmente; "tomaram" Paris, onde foram amadrinhados por Liza Minelli, transformando-se num grande sucesso na capital francesa, onde são lembrados até hoje. Com 45 anos de história, o grupo, hoje "cult", coreografado e dirigido por Ciro Barcelos (integrante da formação original), preserva as características do Teatro Musical Brasileiro.

    O espetáculo musical “Dzi Croquettes em Bandália” trouxe de volta toda a irreverência e o escracho, numa apresentação que possui fôlego para caminhar com o novo, preservando a essência do grupo sem cair na vala comum da nostalgia. O fio condutor é justamente o documentário realizado em 2009, dos diretores Tatiana Issa e Raphael Alvarez. No espetáculo, após assistir ao filme, um grupo de atores resolve invadir uma garagem abandonada que vai se transformando em palco para as experimentações cênicas. Para isso, se juntam a um remanescente da formação original, que assume a direção do novo grupo e com quem se lançam na aventura de viver em comunidade para realizar suas performances, e onde tudo pode acontecer para preservar sua causa ideológica; desde encenações criadas a partir da vivência entre eles, até um cabaré clandestino, que funciona após a meia-noite onde os rapazes se "divertem" para garantir o seu sustento.

    Composto por uma nova geração de bailarinos, cantores e atores, a montagem que serviu de modelo para uma geração de artistas prioriza suas características originais, como a irreverência e um espírito artístico indomável, da força e a beleza que existe na arte de contestar com bom humor. Bruno Gissoni, que é uma das estrelas do espetáculo, já viveu personagens de tirar o fôlego da mulherada, como o Dj Pedro, protagonista da 18º temporada de Malhação, o pescador Juliano - que vivia sem camisa, em Flor do Caribe, e o bad boy Guto, de Babilônia. O ator Filipe Ribeiro, que interpretou o homofóbico Fred junto com o ator Bruno Gissoni na novela “Babilônia”, é novidade do elenco e já será visto nas apresentações da peça em Goiânia. Em Dzi Croquettes os atores mostram um lado desconhecido para o público. Atuam com vestidos, perucas, maquiagem e salto alto. "É completamente diferente, um baita desafio! Sempre busco desafios desse tipo, que exigem muito de mim. Tanto é que eu não dançava, não cantava, não fazia nada! Foi difícil aprender, mas o resultado é recompensador", diz Gissoni.

    O espetáculo mantém sua forma original, com algumas canções contemporâneas, de bandas como Ira!, Titãs e Mamonas Assassinas, além de estilos como o rap e o eletrônico. O elenco esbanja vigor físico e apurada técnica teatral para vivenciar suas interpretações “masculinas femininas” tendo como ingrediente principal a paródia. Cheio de humor, com números musicais e coreográficos, o espetáculo satiriza a realidade. 

    Com autoria, coreografia e direção geral de Ciro Barcelos, a nova versão do espetáculo musical “Dzi Croquettes" fez temporada de muito sucesso e filas intermináveis no Rio de Janeiro e em São Paulo e já esteve em turnê encantando cidades como Niterói, Petrópolis, Recife, Natal e Curitiba. 

    Ficha Técnica
    Direção de Produção: DCARTE + Gelatina Cultural
    Produtor operacional: Tomas Sousa 
    Concepção, Texto e Direção Geral: Ciro Barcelos
    Elenco:  Bruno Gissoni, Ciro Barcelos, Dante Paccola, Filipe Azeredo, Filipe Ribeiro, Julio Aracack, Paulo Victor Gandra, Rogério Nóbrega
    Assistente de Direção: Radha Barcelos
    Direção Musical: Demetrio Gil
    Trilha Sonora: Demetrio Gil e Flavio de Lira
    Percussão: Vitor de Toledo
    Coreografia: Ciro Barcelos e Lennie Dale
    Figurinos e Adereços: Claudio Tovar
    Cenografia: Pedro Valério
    Preparação Vocal: Maúde Salazar
    Desenho de Luz: Guilherme Bonfanti
    Coreógrafos convidados: Eliane Carvalho (Flamenco), Neuza Abbes (Tango) e Rafael Leal( Afro)
     
    Serviço:
    “Dzi Croquettes”
    Local: Teatro Sesi
    Data: 25/03 (sábado), às 21h e 26/03 (domingo), às 20h

    Duração: 90 minutos
    Classificação: 14 anos

    Venda de ingressos on-line pelo site www.compreingressos.com ou, diretamente, na bilheteria do Teatro (de segunda à sexta-feira das 9h às 17h e nos dias dos espetáculos das 9h até o seu início). 

    Ingressos
    Da Fila A até Fila O (Plateia Inferior)
    R$ 130 (inteira) ou R$ 65 (meia-entrada)
    Da Fila P até Fila U (Plateia Superior)
    R$ 110 (inteira) ou R$ 55 (meia-entrada)