Além do lazer, turismo em torno das águas termais em Goiás traz benefícios à saúde
    Uma ótima dica para quem busca um passeio revigorante está nas cidades com águas termais. Goiás conta com pontos turísticos do tipo em Caldas Novas, Lagoa Santa e na Chapada dos Veadeiros

     

     


    Não é novidade que, em Goiás, algumas regiões como Lagoa Santa, Chapada dos Veadeiros, Rio Quente e Caldas Novas atraem muitos turistas que buscam lazer e diversão. Neste cenário, Caldas Novas se destaca ainda por ser a maior estância hidrotermal do mundo e pela agitação que gira em torno de tantas atrações. Mas, além do lazer, as águas termais naturais tem conquistado a preferência de pessoas atentas aos cuidados com a saúde.

    Por trás deste cenário recreativo através de suas piscinas de diferentes temperaturas, hidromassagem, ofurôs, parques aquáticos e piscinas de ondas, Caldas Novas vai além, oferecendo inúmeros benefícios à saúde.

    De acordo com o médico especialista em ortopedia e traumatologia, Tiago Costa, além de seu poder relaxante, a água termal oferece benefícios diversos. O tratamento de patologias relacionadas ao sistema circulatório, respiratório, osteomuscular e até mesmo dermatológico pode ter benefícios se em contato com as águas termais com regularidade.

    Para o médico, existem algumas propriedades peculiares das águas hidrotermais que acabam gerando tais benefícios. O primeiro e mais óbvio é a temperatura. Quando mais elevada, desencadeia várias alterações e adaptações no nosso organismo, promovendo a melhora dessas patologias, explica.

    Outro ponto suscitado pelo médico é o trajeto que percorrem as águas até chegarem à superfície, caminho que enriquece o líquido com  minerais benéficos ao corpo. Entre esses materiais encontrados frequentemente nas águas termais estão: ferro, zinco, selênio, cálcio, potássio, cobre e silício. São ingredientes que juntos colaboram com a saúde e  bem-estar de quem desfruta das águas quentes.

    Nos hotéis e parques do Prive Hotéis e Parques, que ficam em Caldas Novas-GO,  a maioria das piscinas possui água termal natural. Nas que são aquecidas, não são usadas aquecedores industriais para manter a temperatura. Além disso, antes de chegar às piscinas, passam por um controle de temperatura, tratamentos químicos e bacteriológicos, para a melhor experiência dos usuários.

    A água que abastece as piscinas do Grupo Prive provém dos poços tubulares profundos. As temperaturas desses poços variam de 40°C até 58°C. Essas águas in natura, jamais poderão ser disponibilizadas aos banhistas, pois podem trazer graves queimaduras, dessa forma fazemos todo o procedimento para que ela se torne adequada ao banho. 

    Também por isso, a preservação desse patrimônio natural - as águas termais da cidade -, é ponto relevante para as empresas que atuam no segmento em Caldas Novas. O Grupo Privé, por exemplo, dispõe de uma equipe formada por profissionais como engenheiro ambiental, químico, engenheiro de minas e geólogo e outros, todos dedicados a manter esse equilíbrio.

    Mais vantagens

    O ortopedista Tiago fala sobre outra vantagem de estar em uma piscina de águas termais em relação a uma piscina de água fria. “A temperatura elevada provoca dilatação dos vasos sanguíneos, promovendo um relaxamento maior da musculatura. Ao contrário disso, quando você tem o contato com a água gelada ou fria o organismo, a exemplo da parte muscular e vasos sanguíneos, tende a se contrair, gerando mais tensão muscular do que relaxamento. Essa é a maior diferença, esclarece.

    Para a pele, além da sensação de frescor e de limpeza, as águas termais ajudam a abrir os poros, limpando a sujeira e eliminando toxinas acumuladas. A água quente também deixa a pele úmida por mais tempo, impedindo seu ressecamento e pequenas rachaduras que aparecem frequentemente quando a pele está seca.

    Contra dores corporais, as águas quentes são um excelente tratamento. Isso acontece porque a água quente retira a tensão acumulada nos músculos, permitindo seu relaxamento. Além de retirar incômodos corporais, as águas termais agem no fortalecimento do coração, reforçando o sistema circulatório. O coração acelera o batimento em contato com as águas quentes, o que estimula a produção mais rápida de oxigênio e nutrientes no corpo pela frequente circulação sanguínea.

    Alguns dicas de cuidados com a saúde

    É importante evitar o excesso quando a temperatura da água é muito alta, pois causa a dilatação excessiva dos vasos sanguíneos, o que pode gerar um quadro de queda de pressão. Além da possibilidade de desencadear uma hipotensão arterial podendo levar a vertigem, perda momentânea de consciência dentro da piscina, levando a um possível afogamento.

    Pacientes com histórico de asma, patologias relacionadas a essa atopia da parte respiratória, como a bronquite, também devem tomar cuidado. O ambiente frio junto ao contato com a água termal pode desencadear uma crise, assim como entrar e sair repetidas vezes. É sempre importante, também, lembrar de evitar o uso excessivo de bebidas alcoólicas.