Assembleias Sicredi definem destino dos resultados da instituição para 2019
    Evento é o ponto alto do exercício da democracia em uma cooperativa. Em Goiás, mais R$ 28 milhões em resultados serão levados para as assembleias decidirem sua destinação.

     

     

    Já pensou em utilizar todas as vantagens de uma conta corrente, produtos e serviços financeiros e ao final do ano ser bonificado por isso? Em janeiro deste ano, o Sicredi ultrapassou os 4 milhões de associados pelo país, marca que representa um crescimento de 37% de sua base nos últimos cinco anos. Em Goiás, o aumento de associados foi de 22,6%. O índice positivo mostra como as pessoas têm apostado no cooperativismo de crédito e suas inúmeras vantagens, entre elas, a discussão conjunta e democrática dos rumos a serem tomados pela instituição através das assembleias.

    Os próximos meses serão dedicados a estes momentos, onde é possível observar de que forma no cooperativismo de crédito todos são donos do negócio. Isto porque, nesse ambiente das assembleias, o associado acompanha a prestação de contas da cooperativa e tem voz para definir o destino do resultado da instituição, que pode voltar para o associado de maneira proporcional a sua movimentação financeira.

    Em Goiás, as próximas assembleias acontecem na cidade de Rio Verde 27/02 e Goiânia 28/02. Até 14 de abril, ainda estão previstos 28 assembleias Goiás adentro, envolvendo 26 municípios. Localizada em Goiânia, a Central Sicredi Brasil Central, entidade que congrega sete cooperativas nos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins, oeste da Bahia, além do Distrito Federal irá realizar a sua assembleia dia 21 de fevereiro.

     

    “Estimulamos a participação do associado nas assembleias, pois entendemos esse processo como fundamental para o desenvolvimento de cada comunidade aonde o Sicredi atua. Além de ter as sobras revertidas para o próprio associado, é o momento de discutir de que forma parte destes recursos serão destinados para o desenvolvimento da economia local, o que inclui desde projetos sociais, a investimentos em expansão das agências ou mesmo mais dinheiro na conta do associado. Desta forma, conseguimos fortalecer toda uma rede de negócios, beneficiando diretamente cada comunidade onde o Sicredi está presente”, explica Celso Figueira, presidente da Sicredi Central Brasil Central.

     Retorno à comunidade
    Além das sobras, outro ponto que estará em pauta nas assembleias é o planejamento para 2019. Há ainda, espaço para conhecer as ações que foram executadas no ano anterior e analisar como foram desenvolvidas. Como exemplo, a Sicredi Planalto Central, com sede em Cristalina, definiu em assembleia, a destinação de 0,25% do resultado da cooperativa para um Fundo Social. Fazendo a diferença nas comunidades onde a cooperativa está presente, um valor superior a R$45 mil reais, referente à arrecadação de 2017, beneficiou 18 projetos, todos construídos e colocados em prática de forma coletiva. A verba que será destinada em 2019 será definida até abril e as entidades com potencial para serem atendidas poderão se inscrever no site sicredi.com.br/planaltocentral na aba “relatórios”.