Sicredi Planalto Central investe em Formação Continuada de Educadores em Goiás
    Iniciativa que integra o Programa A União Faz a Vida (PUFV), o principal programa de responsabilidade social da instituição financeira cooperativa no Brasil, ganha evidência nas cidades de Cristalina e Ipameri em abril


    Em Goiás, a cidade de Cristalina é uma das beneficiadas pelo Programa União Faz a Vida - PUFV, onde o ano inteiro, a cooperativa de crédito Sicredi Planalto Central beneficia mais de 460 alunos em quatro escolas da cidade. Este mês, uma das novidades do projeto é a Assessoria Pedagógica e a Formação Continuada dos Educadores participantes. Como destaque, entre os dias 22 e 24 de abril, cerca de 40 professores da rede pública de Cristalina de ensino do município participaram da iniciativa, que ajudará a fomentar pelo menos 26 projetos dentro de sala de aula. Além da escola Aleixo Torres de Camargo, localizada no Bairro Cristal, serão atendidos três colégios na zona rural de Cristalina - a Escola Márcia Assis Cosac, Maria Helena de Abreu Moraes e Jose Rodrigues de Queiroz.

    A partir do tema escolhido pelo aluno, os professores conseguem as matérias do currículo, como português, matemática, ciências e outras, aos projetos que estão sendo desenvolvidos, explica a assessora de Desenvolvimento do Cooperativismo da Sicredi Planalto Central, Amanda Bernardes Ribeiro.

    O Sicredi ainda oferece aos profissionais o acompanhamento de assessoria pedagógica online, seja via e-mail ou até mesmo WhatsApp. Elegemos um embaixador para cada escola que acompanha o desempenho e progresso do projeto mês a mês, o que tem sido bastante produtivo, explica o presidente da Sicredi Planalto Central Pedro Caldas.

    Nos dias 25 e 26 de abril é a vez da cidade de Ipameri receber uma etapa de Formação Continuada, beneficiando 10 educadores da Escola Nossa Senhora de Fátima e cerca de 250 alunos. Ampliando a abrangência do PUFV, ainda está prevista para o dia 26 de abril a sensibilização da Escola Nossa Senhora Aparecida com a participação de dez profissionais, além dos gestores, para a futura implementação do projeto. Neste primeiro momento, a Secretaria de Educação do município participa das definições acordando como se dará o trabalho pedagógico. As escolas que demonstram interesse como é o caso da Nossa Senhora Aparecida, recebem a nossa visita, onde fazemos a apresentação do Sicredi e como a cultura cooperativista do projeto e sua metodologia podem contribuir com o aprendizado e disciplinas regulares, diz.